A LITERATURA AFRO-BRASILEIRA: IDENTIDADE, CULTURA E ANCESTRALIDADE NO LIVRO ZUMBI ASSOMBRA QUEM? DE ALLAN DA ROSA

Karla Cristina Eiterer ROCHA, Enilce do Carmo Albergaria ROCHA

Resumo


Esse trabalho tem como objetivo apresentar uma leitura do livro Zumbi Assombra Quem? De Allan da Rosa, o escritor trabalha com a literatura periférica. É militante de um movimento intelectual que luta contra o pagamento da presença dos afrodescendentes, na nossa sociedade e visa à revisão dos papéis desempenhados por eles, de acordo com o discurso hegemônico. Portanto, faz uso do resgate histórico, pesquisando o tema: ancestralidade e o agregando nas suas produções escritas, afim de que possam ser apresentadas novas possibilidades de (re) leitura e interpretação da História e da cultura deste povo, apresentando a várias contribuições que tiveram e ainda tem dentro do Brasil. O livro retrata uma família afro-brasileira que ajuda o menino Candê a conhecer sua história, seu passado e seus ancestrais, a se construir como sujeito e como lidar com as pessoas no seu cotidiano escolar. A família narra acontecimentos que envolvem Zumbi e o Quilombo dos Palmares.

 Palavras-chave: Zumbi. Quilombo. Negro. Literatura. Afrodescendente. História.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

  


CONFIRA O ÍNDICE DE CITAÇÕES AQUI


INDEXADORES:

 

ERIHPLUS

LATINDEX 

REDIB 

PERIÓDICOS DE MINAS 

HEIDI

ESJI

SUMARIOS.ORG

PERIÓDICOS CAPES

LIVRE

SHERPA ROMEO

DIADORIM

BIBLIOTEKSYSTEM UNIVERSITÄT HAMBURG

ICAP

 

BUSCADORES:

MIAR

ELEKTRONIK ZEITSCHRIFT

WORLDCAT

GOOGLE SCHOLAR