LITERATURAS DE AUTORIA NEGRA: UM CANTO DE RESISTÊNCIA À AFRODESCENDÊNCIA

Ana Rita SANTIAGO

Resumo


Sob a esteira da história e historiografia dos (as) africanos (as) no Brasil-Colônia e mediante tais contingências, que se estendem e respingam atualmente, este texto tem como objetivo tecer algumas considerações sobre literatura negra, sobretudo a de autoria negro-feminina, como exíguos, emergenciais e emergentes exemplos de participação afirmativa e promissora da afrodescendência na sociedade brasileira. Este artigo, neste ínterim, aborda a arte literária de homens e mulheres negras como expressão das potencialidades negras no Brasil. Esses projetos literários concretizam-se a partir de olhares críticos e imaginários, considerando as relações étnico-raciais e de gênero como justapostas, a fim de salientar possíveis diálogos e contraditos existentes entre os sujeitos autores/as e suas criações literárias. Diante disso, necessário se faz resistir, permanentemente, opondo-se às múltiplas formas de silenciamento de vozes negras na história social, política e cultural brasileira. Neste sentido, como vigores de vida, em meio a tantas políticas endógenas e excludentes, nestes tempos, urge que se coloquem à baila tessituras literárias que evidenciam identidades negras. Para tanto, são expostas algumas reflexões sobre dicções literárias de autores (as) negros (as) no tocante aos protagonismos afrodiaspóricos.

Palavras-chave: Literatura. Afrodescendência. Resistência. Autores (as) Negros (as).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

  


CONFIRA O ÍNDICE DE CITAÇÕES AQUI


INDEXADORES:

 

ERIHPLUS

LATINDEX 

REDIB 

PERIÓDICOS DE MINAS 

HEIDI

ESJI

SUMARIOS.ORG

PERIÓDICOS CAPES

LIVRE

SHERPA ROMEO

DIADORIM

BIBLIOTEKSYSTEM UNIVERSITÄT HAMBURG

ICAP

 

BUSCADORES:

MIAR

ELEKTRONIK ZEITSCHRIFT

WORLDCAT

GOOGLE SCHOLAR