CONSTRUÇÕES IDENTITÁRIAS EM “PIXAIM”, DE CRISTIANE SOBRAL: DO TEMPO MORNO A UM DIA DE COMEÇOS

Cleide Silva de OLIVEIRA, Alcione Correa ALVES

Resumo


 A coletânea O tapete voador, de Cristiane Sobral, abriga o conto “Pixaim” cuja temática principal é a luta de uma garota contra as estratégias de branqueamento impostas por sua mãe. Nesse sentido, objetiva-se examinar como as ações de enfrentamento ao racismo, por parte da protagonista do conto, na diegese, contribuem para o processo de construção identitária da personagem. O aporte teórico baseia-se nas noções apresentadas, principalmente, por Édouard Glissant (2005), Achille Mbembe (2014) e Nilma Lino Gomes (2008). Partindo da hipótese de que a trajetória da protagonista do conto apresenta-se marcada pelo enfrentamento ao racismo, as conclusões parciais deste artigo apontam para um processo de construção identitária que perpassa a consciência de si para chegar ao empoderamento. Desse modo, a escritora confere à narrativa uma atitude política de valorização do fenótipo negro. 

Palavras-chave: Literatura negra. Cristiane Sobral. Pixaim. Racismo. Identidade.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

  


CONFIRA O ÍNDICE DE CITAÇÕES AQUI


INDEXADORES:

 

ERIHPLUS

LATINDEX 

REDIB 

PERIÓDICOS DE MINAS 

HEIDI

ESJI

SUMARIOS.ORG

PERIÓDICOS CAPES

LIVRE

SHERPA ROMEO

DIADORIM

BIBLIOTEKSYSTEM UNIVERSITÄT HAMBURG

ICAP

 

BUSCADORES:

MIAR

ELEKTRONIK ZEITSCHRIFT

WORLDCAT

GOOGLE SCHOLAR