TIA CIATA E A DIÁSPORA: A FORÇA DE UM POVO QUE PRODUZ UM SHOW E ASSINA A DIREÇÃO

Leila Cunha RAPOSO, Paulo Roberto Alves dos SANTOS

Resumo


O presente estudo visa analisar no romance Mandingas da mulata velha na cidade nova (2009), de Nei Lopes, a diáspora negra e as configurações da literatura afro-brasileira. Para tanto, consideraremos, a partir da personagem Tia Amina, cuja biografia alude à da baiana Tia Ciata, os caminhos da diáspora negra no Brasil. Em especial, será analisado o movimento diaspórico dos negros baianos que, expulsos de sua  terra, vão para o Rio de Janeiro e ali fundam a “Pequena África Baiana”. Igualmente, será observado de que modo esses caminhos entrecruzados marcados pela diáspora conduzem ao samba como um elemento cultural da identidade afro-brasileira. Para norte teórico, utilizaremos os aportes críticos sobre a diáspora, o espaço biográfico e a literatura afro-brasileira. De metodologia qualitativa e bibliográfica, essa análise acredita na pertinência de, a partir dos estudos biográficos sobre a Tia Amina/Tia Ciata, observar os caminhos do movimento da diáspora negra e suas implicações para a identidade afro-brasileira.

 Palavras-chave: Literatura Afro-brasileira. Diáspora negra. Samba. Estudos biográficos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

  


CONFIRA O ÍNDICE DE CITAÇÕES AQUI


INDEXADORES:

 

ERIHPLUS

LATINDEX 

REDIB 

PERIÓDICOS DE MINAS 

HEIDI

ESJI

SUMARIOS.ORG

PERIÓDICOS CAPES

LIVRE

SHERPA ROMEO

DIADORIM

BIBLIOTEKSYSTEM UNIVERSITÄT HAMBURG

ICAP

 

BUSCADORES:

MIAR

ELEKTRONIK ZEITSCHRIFT

WORLDCAT

GOOGLE SCHOLAR